7/08/2004

Coisas que são em vão

É impressionante como no dia-a-dia tomamos tanto cuidado e acabamos por fazer tanto esforço em vão.

Uma pessoa que está na rua doida pra cagar e não vê outra saída a não ser apelar para o banheiro público ilustra perfeitamente o que eu quero dizer.
Vamos analisar o sagrado ritual da cagada no banheiro público e provar que é tudo em vão:

1) A pessoa entra peidando no banheiro (momento cultural: O Peido é o apito que avisa que o trem bosta está chegando na estação cú)

2) Contraindo bem as nádegas para nada sólido escapulir, com todo cuidado do mundo, o indivíduo delicadamente faz "tirinhas" de papel higiênico para cobrir toda extensão do acento da privada e assim "se proteger" de micoses, doenças e gotas de mijos deixadas por outras pessoas.

3) Depois da acento "protegido", a pessoa senta delicadamente para que não escorregue da bunda sua proteção improvisada.

4) A pessoa então escorrega o moreno.

5a)
A merda bate na água e...

5b) ...a água bate na bunda...

Pronto..todo esforço de proteçao anal foi em vão!
PS: estive revisando esse meu post hoje (15/11) e percebi que esse foi sem dúvida o post mais idiota que já escrevi na minha vida. Como meu próprio texto afirma, foi um coisa em vão.

1 Comments:

Blogger Polyanna said...

Foi um post idiota mais foi engraçado!

7 de abril de 2009 22:29  

Postar um comentário

<< Home