11/29/2004

Sadô e Masoquista

Todo ser humano é masoquista. Ao contrário dos outros animais, gostamos de sofrer. Os animais irracionais zelam pelo seu bem estar. Os animais racionais pagam pra sofrer.

Pagamos para ir num parque de diversões. A diversão do parque é entrar em um brinquedo pra sentir medo e sair do brinquedo pra vomitar.


Se quer conquistar uma garota esqueça flores, bons costumes e essas coisas. No jogo da paquera, ignore, gele, despreze. Isso sim deixará a outra pessoa caidinha por você, afinal, ela gosta de ser maltratada. E se um cara é chato com você e fica te mandando flores e não agüenta mais isso, não o despreze nem o maltrate. O trate bem. Isso fará ele perder o interesse por você e partir em busca de uma outra garota que esteja disposto a maltrá-lo. Quanto mais se maltrata, mais se fica no pé.

Mas os Homo-Sapiens não é apenas Masoquista. Antes fosse, assim faria mal somente a si próprio. Ele é acima de tudo Sádico.

Se um velho de uma perna só cair no meio da rua e vier um cachorro e mijar nele, com certeza vai rir da cena. Duvida? Você ri todo domingo de coisas assim nas “vídeos cassetada”. O sofrimento dos outros nos diverte.

Um filme legal de verdade só tem graça se o mocinho matar o vilão. Mas pra ficar melhor ainda o vilão antes de morrer tem que matar e maltratar muita gente, e, depois, quando o mocinho pegar ele, não basta dar um tiro. Tem que ser uma morte bem lenta e sofrida, como o vilão matador merece.

Além de nos divertir, a desgraça alheia também serve para nos confortar:


- Nossa...fui muito mal na prova hoje... tirei 5 e você
- Eu fui pior do que você, tirei 4!
- Ufa!

- Poxa, esse meu Brasil é um país de merda!
- Pelo menos não temos terremotos e guerras. Tem países na África que é mil vezes pior do que aqui!
- É verdade. Me sinto melhor agora sabendo disso, obrigado!


Nosso sadismo não se limita apenas em nos deleitarmos na desgraça dos nossos semelhantes. Precisamos também provocar a desgraça naqueles que não são nossos semelhantes.

Achamos doce o canto de um passarinho triste preso na gaiola. Ao invés de dar uma morte sem sofrimentos para uma barata com uma simples chinelada, preferimos envenená-la e vê-la se contorcer em uma morte lenta. Levamos nossos filhos para dar risadas dos animais chicoteados na jaula de um circo e assim formamos pequenos monstrinhos a nossa imagem e semelhança.

Essa vida tem mais momentos tristes do que alegres. As coisas dão mais errado do que certo. Todos dizem que o céu é um lugar lindo onde tudo é perfeito. E no entanto não queremos morrer pra ir pra lá. Preferimos ficar aqui, vivendo a nossa desventura e contemplando a desgraça alheia. Isso sim que é masoquismo misturado com sadismo!

2 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Ae aki é a gracinha....peste como vc mudou hein...rs


Passando pra mandá bju

Fuieeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee

3 de dezembro de 2004 05:03  
Anonymous Anônimo said...

Oi, achei a tua página no orkut, num grupo chamado "MAN- mulheres q amam nerds", resolvi olhar teu profile pq te achei parecido com meu cunhado... engraçado, agora acho vc parecido comigo...
Muito do q vc posta é o q eu penso, não posso dizer tudo, pq não há pessoas iguais e toda unanimidade é burra...
Gostei muito mesmo da página!!! Coloquei nos favoritos.
Vc está de parabéns!
Ah! Meu nome é Fahdia!!!!

3 de janeiro de 2005 06:56  

Postar um comentário

<< Home